sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Será que virou hábito?


Querer parecia poder

Lembro que no começo desta minha luta contra a balança um dos meus objetivos era tornar a atividade física um hábito. Nos últimos dois meses acho que senti na pele o que é hábito. Temos acesso a muitas informações e buscamos que estas informações se torne nossa realidade, mas não é bem assim, nessa brincadeira tem a frustração, talvez por querer que o hábito aconteça com a mesma rapidez que a informação é consumida e também a questão individual, sempre esquecemos que cada um está em um estágio, "temos o nosso próprio tempo"diria Renato Russo, é difícil entender ainda mais nos dias de hoje onde vivemos o imediatismo da rede social. O mais importante é tentar entender o que nos faz persistir, o que temos de positivo e o que estamos sentindo de positivo nas mudanças, seja ela longa ou rápida, se mudou ou melhorou é porque tinha algo certo sendo feito, algo certo feito por você e para você.

Entendimento

Já fiz várias tentativas, tive objetivos insanos, não tive objetivo algum, apenas sentei e esperei e também abandonei tudo e deixei o erro se tornar vida.
Quando cheguei ao ponto de entendimento que o meu caminho era longo e as informações que busquei e buscarei não é e nunca será a varinha de condão desejada nos contos de fadas, que posso agregar ou não a minha luta, sendo sim mais importante a percepção do meu corpo com suas mudanças e melhoras do que alcançar algo no tempo estipulado em rede sociais ou em qualquer outro lugar.
Demorei para entender que não tenho prazo para emagrecer ou transformar a minha vida em um exemplo a ser seguido só porque eu li em algum lugar uma história assim ou querer ser igual a outra pessoa que já escreveu sua história de sucesso e serve de inspiração mostrando que é possível e apenas isto. Eu tenho necessidade e preciso de melhor qualidade de vida e este é meu ponto de partida e também o meu objetivo final. Ainda bem que pude ter experiências negativas e positivas para chegar neste ponto de entendimento e também sabendo que daqui a pouco ele mudará e ou melhorará.

Hábito igual a saudade?

Quando digo melhor qualidade de vida é em todos os aspectos, foi então que eu descobri que o hábito é como o sentimento saudade, ou seja, você sentiu falta de algo que estava presente em sua vida e faz por onde para afagar esta falta. Foi isto que senti ao pensar que teria um fim de semana sem corrida, ou seja, sem atividade física e já pensando em que iria fazer para substituir o evento fiquei feliz ao ser lembrado pelo meu irmão que tinha uma corrida de 10k para fazer no domingo. Acho que isto sim, enfim, é o tal hábito que eu buscava.
Em pensar os momentos que me sentia frustrado em não conseguir fazer atividades físicas e hoje é fato comum eu pegar sorrindo em meio à corrida por estar rápido, por ver o quilômetros chegando sem eu implorar pelo fim, por perceber que o sofrimento está diminuindo com o passar dos eventos e em saber que estou longe do fim mas a que a travessia está sendo prazerosa.



9 comentários:

  1. Cada dia é um aprendizado, tem dias que achamos que já sabemos tudo, e não é bem assim não é mesmo? aos poucos vamos adquirindo novos hábitos, recaídas fazem parte, mas não podemos desistir, que venham novos hábitos saudáveis, bora um dia de cada vez? Força ai...bj

    ResponderExcluir
  2. Já virou um corredor. Pode agora por favor...voltar a escrever ??? rsrs
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Verdade, Thiago. Acho massa a forma como você escreve. O hábito é como a saudade mesmo: é de verdade quando faz falta e incomoda.

    ResponderExcluir
  4. Verdade, Thiago. Acho massa a forma como você escreve. O hábito é como a saudade mesmo: é de verdade quando faz falta e incomoda.

    ResponderExcluir
  5. Vizinho cade voce que saudade.....Estou tão feliz por suas palavras, espero que esteja firme nessa escolha e sabe eu comprei uma esteira, só não comecei a usar ainda mas lendo seu post me animou, quero um dia também correr uma maratona.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pelas corridas! Depois que a gente se acostuma com a atividade física passa mesmo a sentir falta nos dias parados.

    ResponderExcluir
  7. quando penso em blog, penso em algumas pessoas e você é uma delas, quando vi uma foto de varias medalhas que participou de corridas, isso encheu meu coração de alegria.
    Ah que saudade de sua bebe. sua cachorrinha linda.

    ResponderExcluir